Carta ao Excelentíssimo Senhor Primeiro Ministro Dr. António Costa

Lisboa, 7 de Maio de 2020

Excelentíssimo Senhor

Primeiro Ministro

Dr. António Costa

Palácio de S. Bento

Excelência,

A APOM-Associação Portuguesa de Museologia é uma associação científica e profissional de utilidade pública que nasceu em 1965 e que assume como missão primordial a valorização dos museus e das diferentes atividades profissionais ligadas à museologia, cuja relevância social, cultural e científica sublinha e defende.

Ao longo dos seus 55 anos de existência, a APOM sempre se regeu pelo respeito da pluralidade de ideias e projetos favorecedores do desenvolvimento da museologia em Portugal, em que se encontram implicadas instituições culturais, públicas e privadas, tão diversas quanto entidades municipais, universitárias, militares, instituições de beneficência, como misericórdias, instituições de preservação de espécies vivas, centros interpretativos, centros de ciência e sítios arqueológicos.

Plenamente consciente do esforço de agenda que, perante os desafios presentes, Vossa Excelência enfrenta, a APOM entende como seu o dever de dar voz aos problemas e inquietações sentidos pelos museus portugueses e por seus profissionais ante a iminência da reabertura das instituições museológicas em contexto de pandemia, a fim de contribuir para a criação de um clima de indispensável confiança e segurança.

Neste sentido, e tendo presente a aproximação do dia internacional dos Museus (18 de maio), a APOM solicita a Vossa Excelência uma audiência presencial ou digital.

É opinião da APOM que essa data não deva corresponder apenas a uma ocasião celebrativa, mas outrossim ao assinalar de um esclarecimento público propiciador do regresso dos visitantes.

A APOM está ciente de que o abono de Vossa Excelência a favor do regresso dos visitantes aos museus se reveste de importância fundamental. Nesse sentido, enviou uma carta, que se anexa, à Senhora Ministra da Cultura, sugerindo a definição de condições gerais, a nível nacional, para o regresso prudente e sustentado dos visitantes.

A resolução dos problemas atuais terá de passar por encontrar, em comum, as melhores soluções para os problemas sentidos pelo vasto espetro das instituições portuguesas de índole museológica no quadro do augurado regresso presencial de visitantes aos museus, palácios, monumentos, centros interpretativos, centros de ciência viva e instituições que preservam espécies vivas, pelo que a APOM reitera a sua disponibilidade para colaborar com o Governo de Portugal.

Agradecendo antecipadamente a atenção dispensada por Vossa Excelência, apresento os mais respeitosos cumprimentos.

 

João Neto

Presidente da Associação Portuguesa de Museologia

Director do Museu da Farmácia

joao.neto@anf.pt   |  917 214 507

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s