Prémios e Regulamento 2020

Regulamento Prémios APOM 2020

A Associação Portuguesa de Museologia (APOM), designada abreviadamente por APOM, com sede em Lisboa, tem por finalidade:

Agrupar os profissionais de museologia ou instituições equiparadas a museus segundo os critérios estabelecidos pelo ICOM, no seu Estatuto;

Promover o conhecimento da Museologia e dos domínios científicos e técnicos que a enformam, nomeadamente através de reuniões e visitas de estudo, conferências, exposições e publicações;

Realçar a importância do papel desempenhado pelos museus e pela profissão museológica em cada comunidade e entre povos e culturas.

Artigo I

Condições de participação

Podem participar todos os profissionais e instituições que trabalhem na área da Museologia e Património Portugueses nomeadamente museus, autarquias, instituições do ensino superior, centros de investigação, fundações e associações afins, entre outros, com candidaturas alusivas a projetos concretizados exclusivamente em 2019.

Calendário da Edição 2020

1.ª fase: até 21 de fevereiro de 2020

2.ª fase: até 3 de abril de 2020

Cerimónia de Entrega dos Prémios APOM: 29 de maio de 2020

As condições de candidatura são as seguintes:

1.ª fase 

Preenchimento obrigatório do formulário existente no website da APOM – apmuseologia.org: https://pt.surveymonkey.com/r/premiosapom2020

2.ª fase 

Por cada categoria de candidatura, e através do email premios.apom@gmail.com, entrega dos seguintes elementos: Comprovativo do pagamento (transferência bancária ou de cheque) do valor da inscrição. Findo o prazo de tolerância de cinco dias úteis, a candidatura não é considerada.

Categoria Melhor Museu do Ano

  1. O Estudo de caso – a apresentar em documento word – não deve ultrapassar os 4000 caracteres (incluindo espaços). Deve incluir um título claro e conciso e um resumo até 500 caracteres. Tem de indicar o nome da instituição e a tutela, a data de criação e o quadro de pessoal da instituição candidata.
  2. Tem de ser entregues cinco fotografias que representem, na medida de possível, os seguintes aspectos: fachada ou exterior do edifício; panorâmica; pormenor por ex. da exposição; os públicos e a equipa técnica.
  3. A candidatura é validada pela agregação de quaisquer elementos em PDF produzidos no âmbito dos projetos desenvolvidos pela instituição.
  4. É obrigatória a entrega de um filme, com dois minutos, sobre o Museu candidato.
  5. Tem de ser anexados o Programa Museológico; o nome do Museólogo(a) responsável; a composição da equipa afecta ao Museu incluindo a respectiva formação; o Plano de conservação, segurança e a política de incorporações.
  6. É obrigatório o envio de Declaração de cedência de direitos para publicação pela APOM do estudo de caso e das fotografias.

Categorias  Informação Turística, Projecto Internacional, Incorporação, Transporte de Património, Inovação e Criatividade, Instituição, Mecenato, Trabalho de Museografia, Trabalho de Museologia, Intervenção em Conservação e Restauro, Serviço de Educação e Mediação Cultural, Coleção Visitável, Cooperação Internacional, Exposição Temporária, Parcerias

  1. O Estudo de caso – a apresentar em documento word – não deve ultrapassar os 4000 caracteres (incluindo espaços). Deve incluir um título claro e conciso e um resumo até 500 caracteres. Tem de indicar o nome da instituição e a tutela, a data de criação e o quadro de pessoal da instituição candidata.
  2. Cinco fotografias respeitando, na medida de possível, os seguintes critérios: fachada ou exterior; panorâmica; pormenor; com público; equipa técnica.
  3. Elementos em PDF produzidos no âmbito dos projetos, que validem a candidatura.
  4. Declaração de cedência de direitos para publicação do estudo de caso e fotografias pela APOM.

Categorias Aplicação de Gestão e Multimédia e Comunicação Online 

  1. O Estudo de caso – a apresentar em documento word – não deve ultrapassar os 4000 caracteres (incluindo espaços). Deve incluir um título claro e conciso e um resumo até 500 caracteres. Deve ser discriminada o nome e tutela, data de criação, quadro de pessoal da instituição candidata.
  2. Links e três capturas de ecrã demonstrando a qualidade do trabalho.
  3. Elementos em PDF produzidos no âmbito dos projetos, que validem a candidatura.
  4. Declaração de cedência de direitos para publicação do estudo de caso e fotografias pela APOM.

Categoria Filme

  1. O Estudo de caso – a apresentar em documento word – não deve ultrapassar os 4000 caracteres (incluindo espaços). Deve incluir um título claro e conciso e um resumo até 500 caracteres. Deve discriminar o nome e tutela, a data de criação, e o quadro de pessoal da instituição candidata. Deve explicar os objetivos e os processos de desenvolvimento do filme (como foi pensado o guião, o storyboard, produção e equipa técnica).
  2. Envio do próprio filme.
  3. Declaração de cedência de direitos para publicação do estudo de caso e fotografias pela APOM.

Categorias Estudo sobre Museologia, Catálogo, Investigação

  1. Links com acesso aos trabalhos, caso faça sentido.
  2. Elementos em PDF produzidos no âmbito dos projetos, que validem a candidatura.
  3. Declaração de cedência de direitos para publicação do estudo de caso e fotografias pela APOM.

Candidaturas

Cada instituição ou profissional pode candidatar-se a mais do que uma categoria.

Por museu candidato

Cada candidatura está sujeita ao pagamento de uma joia de inscrição.

Cada instituição ou profissional só pode submeter o mesmo museu ou projeto até cinco candidaturas.

NOTA: A candidatura é feita por Museu. Por isso, se uma instituição candidatar dois museus, pagará o valor de duas joias que, por sua vez, pode apresentar até três candidaturas pelo valor da joia-base.

1 a 3 candidaturas ………………. €70,00

4 a 5 candidaturas ………….…… €100,00

Categoria Estudo sobre Museologia ………………………… Isenta de pagamento.

O pagamento pode ser efetuado mediante:

–  transferência bancária (NIB 003300004523179267805), cujo comprovativo deverá ser enviado para premios.apom@gmail.com,

ou por,

–  cheque bancário, endereçado à Associação Portuguesa de Museologia e enviado para a seguinte morada:

Apartado 401, EC Restelo, 1400 Lisboa

Os sócios da APOM, individuais ou institucionais com as quotas em dia, que assumam a condição de proponentes, tem um desconto de 25%.

N.B: Na categoria de Melhor Museu Ano, apenas serão consideradas as candidaturas de museus que tenham sido inaugurados ou reformulados no ano anterior.

Artigo II

Natureza do Prémio

Os prémios, físicos, são de natureza simbólica.

A atribuição dos prémios realizar-se-á durante o colóquio anual da APOM ou de outra iniciativa de singular importância por si promovida.

Artigo III

Júri, Constituição e Funcionamento

O Júri será designado anualmente pela APOM e será presidido pelo Presidente da APOM ou por outro membro da direcção em que for delegada essa competência.

Artigo IV

Categorias de prémios

Melhor Museu Português Instituição:

Que desenvolva atividade na área da museologia, nomeadamente na constituição de coleções representativas da identidade local, regional ou nacional;

Que contribua, através da investigação, para o avanço do conhecimento da museologia e das áreas científicas representadas pelas coleções;

Que contribua, através da sua atividade, para o desenvolvimento social e equilíbrio ambiental;

Que promova a educação e formação patrimoniais junto de diferentes grupos sociais em todas as faixas etárias;

Que contenha os espaços necessários ao desenvolvimento das funções museológicas e à sua gestão.

*Personalidade na área da Museologia Personalidade que, nas áreas da museologia, se tenha destacado na investigação, pela inovação e desenvolvimento de atividades que tenham promovido a museologia, os museus, as coleções, a preservação e divulgação do património cultural.
Informação Turística

 

Projeto no âmbito da museologia que contribua para a promoção do turismo local, regional ou nacional.
Projeto Internacional Ação museológica realizada com o envolvimento de instituições congéneres de outro ou outros países.
Incorporação Incorporação de bens culturais que enriqueçam o acervo da instituição museológica e o património local, regional ou nacional.
Aplicação de Gestão e Multimédia 

 

Utilização de multimédia em exposições/processos de comunicação museológica que ajudem a contextualizar os objetos em museus, promovendo e facilitando o conhecimento.

Inclui os inventários informatizados das coleções museológicas, a informatização dos acervos documentais e os trabalhos de investigação.

Comunicação Online 

 

Apresentação online, de coleções e seus estudos, bem como atividades museológicas, colocando o museu mais próximo dos públicos.

O sítio que dê informações sobre qualquer área de atuação da instituição museológica, promovendo o conhecimento/divulgação do Museu, aproximando-o dos diferentes públicos.

 

*Trabalho Jornalístico/Media

 

Os trabalhos dos órgãos da comunicação social que promovam e divulguem o acervo e as atividades das instituições museológicas.
Transporte de Património A deslocação de património que cumpra todas as normas de segurança e de conservação, quer para exposições temporárias ou itinerantes, quer entre oficinas de restauro e o museu, ou do local de aquisição para a instituição museológica.
Organismo Internacional Entidade internacional que tenha desenvolvido um trabalho relevante nas áreas da Museologia e Património Cultural.
 

Inovação e Criatividade  

 

Inovação e criatividade em todas as áreas de atividade dos museus desde a investigação, incorporação, inventário e registo, conservação, segurança, exposição, serviço educativo, extensão cultural, produtos da loja e comunicação.
 

Estudo sobre Museologia            

 

Teses académicas que abordem temáticas da museologia, com rigor e inovação.
*Instituição

 

Organismos, públicos ou privados, que apoiem os museus e as atividades museológicas.
*Colecionador

 

Colecionador, excluindo a categoria de antiquário comerciante, que colabore com a instituição museológica, através da cedência temporária ou doação de objetos, para enriquecer coleções.
*Mecenato

 

Organismo ou personalidade que apoie, em qualquer domínio, uma instituição museológica.
Trabalho de Museologia Trabalho autoral e conceptual desenvolvido por um profissional de museus, que resulte num projecto com características inovadoras e originais no âmbito de atuação dos museus/instituições culturais.
Trabalho de Museografia Organização científica das coleções em exposição. Criatividade na apresentação dos objetos; cumprimento das normas de segurança e de conservação; e garantia da acessibilidade a todos os públicos. Percurso expositivo atraente que permita criar uma relação afetiva com o público e transmitir os conteúdos programados através dos objetos e dos elementos expositivos selecionados pelo/a museólogo/a.
Intervenção em Conservação e Restauro Projetos inovadores na conservação e restauro.
Marketing e Merchandising Cultural Inovação e criatividade na comunicação de uma exposição ou de um produto cultural. Também abrange os produtos da loja, relacionados ou inspirados nos objetos das coleções da instituição museológica.
Projeto de Educação e Mediação Cultural Atividades culturais dinamizadas pela instituição museológica, enquadradas na missão do museu como conferências, colóquios, concertos, ações educativas inovadoras e adaptadas a todos os públicos.
 

 

Coleção Visitável

 

Espaço público ou privado, com a apresentação de um conjunto de bens culturais que segue todas as normas de comunicação, segurança e conservação. Recurso às novas tecnologias expositivas para facilitar a interpretação dos objetos por parte dos públicos.
 

 

Catálogo

 

Publicação, impressa ou digital, que apresente os conteúdos de uma exposição museológica: objetos expostos e textos que desenvolvam os seus conteúdos.
 

*Cooperação Internacional

 

Atividade museológica realizada com a cooperação de instituição estrangeira.
 

Investigação

 

Publicação, impressa ou digital, de investigação, assim como ciclos de estudos ou conferências  que abordem temáticas relacionadas com a coleção ou temática do museu, com rigor e inovação.
Exposição 

Temporária

A exposição temporária como instrumento de atração dos públicos ao museu, como meio de expor coleções em reserva e como estratégia de desenvolvimento de conteúdos que se inserem na missão da instituição museológica.
 

Parceria 

 

Práticas de cooperação, nomeadamente em rede, de instituições museológicas.

 

Filme Filme/conteúdo audiovisual produzido no âmbito museológico, quer para comunicar a instituição, uma exposição ou tema específico.

* Estas candidaturas são da exclusiva responsabilidade do Júri dos Prémios APOM.

Artigo V

Disposições Finais

A decisão do Júri será comunicada pela APOM a todos os concorrentes, devendo a documentação entregue ficar para Arquivo da APOM.

O calendário anual será decidido e aprovado pela Direção da APOM, seguindo-se-lhe a divulgação.

Os casos Omissos neste regulamento serão resolvidos pela Direção da APOM.

Lisboa, 10 de janeiro de 2020